sábado, 12 de junho de 2010

*1-SONO DE PULGA* *2-EJACULAÇÃO PRECOCE: HERANÇA PRÉ-HISTÓRICA*


*SONO DE PULGA*

"O sono de uma pulga."
O ressonar de uma pulga.
Não compreendo: Se a pulga dorme, como é que ela atormenta
na cama à noite? De nada disso é bom, e não quero sono de
pulga, quero um sono normal que dure pelo menos seis horas
na noite. "Um beicinho de uma pulga." Legal! Se pulga tem
beiço, tente com gloss pintá-lo. Conseguiu? Parabéns!
Assim estará diplomado (a) no curso de maquiagem.
Imagine então pintando uma beiçada de uma porca!
Beiço e beiçada, de pulga ou porca; tanto faz.
Quem está com a pulga na orelha?
Ninguém gosta dessa coceirinha.

***Ana Maria Gonçalves***
(Imagem da net)

(Imagem da net)


*EJACULAÇÃO PRECOCE: HERANÇA
PRÉ-HISTÓRICA*

Apesar dos milhões de anos de evolução, o homem reteve seu
reflexo natural de ejaculação quase instantânea. Ele se
concedeu e sempre se imaginou de acordo com esse tipo de
procedimento. Foi a nossa sociedade moderna que deu margem
a aprender a dominar seu corpo, para o prazer do outro, mas
também para dar uma outra dimensão à sua felicidade.

A ejaculação precoce é, portanto, uma noção bastante subjetiva.
Existe um limiar de tolerância de excitação sexual, cujos
limites o homem vai superando pouco a pouco.

Quando o fenômeno acontece subitamente, pode ser o sintoma
de uma doença, como a angústia diante de uma parceira que não
toma pílula ou que sofre de frigidez. Muitas vezes, a
ejaculaçao precoce esconde um medo infantil, como, por exemplo,
o de ter atributos sexuais insuficientemente desenvolvidos.

Pode ser, também, efeito secundário de uma afecção urológica
benígna. Em todo caso, convém fazer uma consulta assim que
aparecerem os primeiros sintomas. Um tratamento, se necessário,
será mais fácil. Além disso, sem entrar na polêmica, convém
conversar sobre o assunto com sua parceira: a duração média
de um coito é uma coisa, sua capacidade de fazê-lo durar
mais é outra, a rapidez de sua parceira para atingir o
orgasmo é outra ainda...

(Revista SAÚDE)
(Imagem da net)

3 comentários:

o que me vier à real gana disse...

Olá Ana Maria!
Há por aí muita gente com a pulga atrás da orelha... e sabe e dá a entender isso. estranho, não?
Interessante a 1ª, excelente a 2ª parte do post.
Fique bem! Bjs
Obrigado poe achar que mereço o selo!

Alvaro Oliveira disse...

Olá Ana Maria

Quando há pulga atrás da orelha, é
pouco agradável, é sinal de que algo não está bem. Nada melhor que a eliminar.

Sua segunda postagem, é simplesmente excelente e muito
informativa.

Beijos

Alvaro

Sonia Schmorantz disse...

Um ótimo post, ao menos este é claro, ninguém há de ficar com pulgas atrás da orelha, a coçar idéias, rsss
beijos, linda semana