quarta-feira, 20 de agosto de 2008

COMO ANDA A SUA SATISFAÇÃO SEXUAL:



Recados para Orkut





-



Felizes e satisfeitas na maior parte do tempo: assim
estão 56% das mulheres. Mas há quem não esteja tão
realizada: para 24% das pesquisadas, as coisas vão
bem somente "às vezes". E significativos 20% _o que
corresponde a cerca de 1.500 leitoras _ confessam não
estar felizes com sua vida sexual. Entre os principais
motivos, essas mulheres apontam os seguintes problemas:

1-Ele não é suficientemente romântico.
2-Ele não me procura tanto quanto eu gostaria.
3-Falta impetuosidade e criatividade.
4-Ela já não se sente atraída pelo parceiro.

VOCÊ SABIA:

***O TEMPO DO PRAZER: O orgasmo masculino pode durar de
dois a dez segundos. Já a mulher, quando chega lá, tem
chance de curtir por até 20 segundos. E há registros
de orgasmos femininos de até um minuto.
***QUASE IGUAL NO MUNDO INTEIRO: Não é fácil tentar
descrever um orgasmo em palavras. Em compensação, a
palavra "orgasmo" pode ser entendida em qualquer
país. É só mudar o acento e caprichar na pronúncia:
"orgasm", em inglês e russo; "orgasmo", em italiano
e espanhol; "orgasme", em francês e "orgasmus", em
alemão. A coisa só complica um pouco em japonês:
"orugasumusu".
***EXPLOSÃO DE LUZ: Na hora do orgasmo, as paredes
da vagina soltam uma descarga de 244 milivolts.

"""O ORGASMO DE 5 MULHERES PRODUZ ENERGIA SUFICIENTE
PARA ACENDER UMA LÂMPADA DE 1 VOLT!

*** Revista Marie Claire***

Um comentário:

xistosa - (josé torres) disse...

Para o sexo são necessários dois.
Só falo nos heterossexuais.
O homem tem que saber excitar a mulher, mas esta tem que auxiliar o homem.
O sexo a dois é assim mesmo.
Não pode ser um a "trabalhar" e outro(a) à espera de gozar.
Ambos têm que viver intensamente o momento.
Inclusivamente a excitação e estimulação da mulher, nas áreas erógenas, tal como os mamilos, "obriga" o organismo dela a produzir a hormona, ocitocina, que é inibidora do cancro da mama.

Quanto ao orgasmo feminino, a maioria dos homens não conhece o corpo feminino e as suas zonas erogenas.
A culpa é da educação ao longo dos tempos que o homem recebeu.
A mulher era para procriar e nada mais.

Muita coisa tem que mudar para uma sexualidade feliz e prazeirosa para os dois.