sábado, 14 de novembro de 2009

*DESAFIO E CORAGEM*


Quando tenho que enfrentar desafio que pinta no meu
caminho, procuro coragem de "não sei de onde", esbanjo
corajosamente. Como tenho facilidade para adaptação,
sobrevivo em situações até críticas, pois uso minha
inteligência e criatividade com meus aliados. Minha
mente sempre fica maquinando idéia prática e realizável,
me garantindo pontos positivos.
Ontem, sexta-feira, enfrentei um desafio. Ciúmes
exagerado do namorado, chateei e convidei para darmos
um tempo. Não quis me responder, apenas se calou.
Eu acredito que minha decisão é importante, tem 4 anos
de namoro, mas está ainda inseguro? Apesar de ser
um pouco mais novo do que eu? Acho que isso é
infantilidade. E não estou querendo criar e educar
criançona. Concordam comigo?

***Ana Maria Gonçalves***
***Foto minha, Ana Maria***


*FELIZ SEM SEXO*

OS ASSEXUAIS, PESSOAS QUE NÃO SENTEM DESEJO,
COMEÇAM A ASSUMIR SUA IDENTIDADE:

Sabe aquela cena em que uma mulher escultural passa diante
de um grupo de homens e todos se viram para olhá-la? Nesse
momento, a mente deles viaja. O cérebro envia uma série de
comandos que libera hormônios pelo organismo, avisando que
é hora de se preparar para uma relação sexual (mesmo que
isso não vá acontecer). Reação semelhante tem a mulher que
é tocada e recebe beijos em pontos estratégicos do corpo.
Mas na vida do escritor André Romano, 28 anos, nada disso
faz sentido. O carioca passa dias de sol na praia de
Ipanema diante de um desfile interminável de biquínis de
lacinho e não tira os olhos do livro. "Não sinto desejo",
diz. "Troco o sexo por atividades culturais e sou muito
feliz assim."

André se encaixa no que especialistas começam a chamar de
quarta orientação sexual: a assexualidade. Além dos héteros,
homos e bissexuais, os assexuais formam uma outra vertente
da sexualidade, que não é nova. Apenas as pessoas sem
desejo de fazer sexo estariam finalmente assumindo um
traço de sua personalidade - até como resposta à pressão
por um desempenho sexual fantástico imposto pela
sociedade atual, exacerbadamente erotizada.

(Suzane Frutuoso)
(Imagem da internet)

2 comentários:

EternaApaixonada disse...

Querida Aninha

Somente com o diálogo se chega a acordo... Mas entre dois apaixonados, basta o olhar, sincero... Fique tranquila, tudo se resolverá!
Realmente não podemos reforçar o comportamento negativo, inseguro...
Com carinho, jeitinho, e maturidade, mostre que não há por que o ciúme...
Você é pessoa segura, firme, já viveu momentos para chegar a isso e só assim pode-se viver feliz. Não se deixe fragilizar.
Não escreveria aqui, apesar de você pedir opinião no post, mas tenho tentado enviar e-mail a você e creio não ser bem sucedida...
Desejo que já esteja tudo bem entre vocês e que tenham um lindo fim de semana!
Beijos

Daniel Savio disse...

Na verdade, só continuamos em frente por saber que temos esta força dentro de nós...

Por isso que os desafios nos tornam mais fortes...

Fique com Deus, menina Ana Maria.
Um abraço.