sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

*NAS ENTRELINHAS*


O que está por trás das coisas, nas entrelinhas e nas
motivações escondidas, muitas vezes movem montanhas.
Atenção para não mover a montanha errada, pois poderá
desgastar, e não conseguirá forças para gastar com
a montanha correta. O escondido é traiçoeiro. As
entrelinhas surpreendem. A montanha tem visões
diferentes. A precipitação foge do objetivo esperado.

***Ana Maria Gonçalves***
***Foto montagem minha, Ana Maria***

*NITIDAMENTE SUPERFICIAL*

Quem nunca se envolveu com alguém que vive dizendo que
gosta, que está a fim, que quer ficar, mas... paralelamente...
suas atitudes demonstram exatamente o contrário? A pessoa não
cumpre o que combina, não tem gestos de carinho, diz que vai
ligar e não liga, é nitidamente superficial e age como se o
outro tivesse bem pouca importância?

Você acha que esta descrição deixou muito evidente que se
trata de alguém que não quer assumir nada e nem é coerente
com o que ele mesmo vive dizendo?
Não conte com isso!

Imediatamente depois de uma atitude que deixa claro o quanto
não existe predisposição para viver um relacionamento, vem
uma avalanche de palavras tentando nos convencer de que
estamos equivocados, redondamente enganados, ou seja,
promessas, juras de amor, pedidos de desculpas, propostas
de recomeços e, enfim, está armada a arena dos loucos.

(Revista Falando de Amor)
(Imagem da internet)

4 comentários:

Daniel Savio disse...

Mas mesmo que se desgaste, ainda ficou a experiência...

Fique com Deus, menina Ana Maria.
Um abraço.

Cleo disse...

Oi Aninha, belo texto, eu cuido muito prá não mover nada estranho e acabar perdendo as forças. ler nas entrelinhas é muito importante. e sábio.
Um Feliz 2010 prá ti e a familia, que todas as possibilidades sejam possíveis. luz, cor, amor na tua vida.
Beijos no coração.
Cleo

Sonia Schmorantz disse...

Excelente texto...as entrelinhas deveriam prosseguir uma linha de pensamento, mas também podem esconder verdades que não se quer dizer naquele momento!
beijo, ótimo domingo

xistosa - (josé torres) disse...

E quando a montanha se abate sobre nós?
Terá sido a montanha errada ou a nossa força superior?
Por isso, essa força pode repelir alguém lunático ou desinteressado ou desinteressante.

Um boa ano de 2010